StoryCorps: the humanity’s wisdom in an archive

posted in: General | 0
  Read in English        Ler em Português

 

We love good stories. Oh, I bet we surprised you with this one. No one would tell that. Yes, those are breaking news. Besides that obvious fact, we also love meeting people who love to share them too. Some time ago we bumped into an amazing project and it quickly became a favorite. We’re talking about StoryCorps, an organization that works towards preserving and sharing people’ stories. They do it by recording a conversation between two people. Anyone can volunteer to do it in what they call StoryBooths or MobileBooths, which are located in different cities in the United States of America, or through their free app, from any point of the globe. It has already collected and archived more than 60,000 interviews, which gives us an idea of how rich and diverse the records can be!

Its founder, Dave Isay, won the TED Prize in 2015 (TED Prize is a way of supporting “extraordinary individuals to design unique, tech-forward approaches to address global problems” – check out more about it here). During his speech, he tells us the surprising story behind Story Corps.

The title of this post is not ours. Its one of Dave’s references to the project. We thought it would be great to highlight that part of his speech that we found very special: «Together, we can create an archive of the wisdom of humanity, and maybe in doing so, we’ll learn to listen a little more and shout a little less. Maybe these conversations will remind us what’s really important. And maybe, just maybe, it will help us recognize that simple truth that every life, every single life, matters equally and infinitely.»

It’s a long video, but we promise you it’s totally worth it.

 

 

Oh, and have you read an article about us on mART magazine? Yeap, we gave our first interview to a magazine from Macao and Luciana Leitão did a great job writing about us. If you missed it, check it here.

 

Adoramos boas histórias. Oh, aposto que vos surpreendemos com esta. Ninguém diria. Sim, são notícias de uma hora. Para além desse facto óbvio, também adoramos conhecer pessoas que gostem de partilhá-las. Há algum tempo atrás, encontrámos este projeto fantástico e depressa se tornou num dos nossos preferidos. Estamos a falar do StoryCorps, uma organização que pretende preservar e partilhar histórias de pessoas através da gravação áudio de uma conversa entre duas pessoas. Qualquer um pode voluntariar-se a fazê-lo naquilo que eles chamam os StoryBooths ou os MobileBooths, que estão localizados em diferentes cidades dos Estados Unidos da América, ou através da aplicação grátis deles, em qualquer parte do planeta. Já gravaram e arquivaram mais de 60 mil entrevistas, o que nos dá uma ideia do quão ricas e diversificadas devem ser as gravações!

O fundador do projeto, Dave Isay, ganhou o TED Prize em 2015 (TED Prize é uma forma de apoiar “indivíduos extraordinários a planear abordagens únicas e avançadas para resolver problemas mundiais” – saibam mais sobre isso aqui). No seu discurso, conta-nos a história surpreendente que está na origem do Story Corps.

O título deste post não é nosso. É uma das referências do Dave ao seu projeto. Achámos que devíamos destacar essa parte do seu discurso, porque considerámo-la muito especial: «Juntos, podemos criar um arquivo de sabedoria da Humanidade e, fazendo isso, talvez aprendamos a ouvir mais e a gritar menos. Talvez essas conversas nos façam lembrar o que realmente é importante. Talvez, apenas talvez, nos vá ajudar a reconhecer essa simples verdade de que todas as vidas, cada uma delas, são igualmente e infinitamente importantes.»

É um vídeo longo, mas prometemos que vale mesmo muito a pena.

 

 

Oh, e já leram o artigo sobre nós que saiu na mART magazine? Sim, a nossa primeira entrevista foi a uma revista de Macau e a Luciana Leitão fez um excelente trabalho a escrever sobre nós. Se não tiveram oportunidade de ver, espreitem aqui.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.